SAIBA MAIS

  • Mobiliário – móveis de todos os tipos, inclusive para escritórios.
  • Iluminação – luminárias para todos os usos, inclusive comercial ou para áreas públicas
  • Equipamento Doméstico – esta é uma categoria ampla e bastante heterogênea, mas que poderá ser sub-dividida durante a fase de avaliação e seleção dos finalistas, caso haja número suficiente de concorrentes, com qualidade, em algum dos segmentos que a compõem. Reunimos aqui desde utensillios domésticos, como talheres, panelas, acessórios de cozinha, até eletroportáteis ou eletrodomésticos. Também inclui metais e louças de banheiro e cozinha.
  • Acessório de Uso Pessoal – ou acessório de moda. Inclui calçados, jóias, bijoux, relógios, canetas, chapéus, bolsas/mochilas. Não inclui roupas (vestido, camisa, calça, camiseta, casaco …)
  • Embalagem – embalagens de qualquer segmento.
  • Branding – esta categoria reconhecerá o trabalho de construção e gestão de marcas que se destacam por uma ação abrangente e consistente, voltada a todos os públicos envolvidos, fortalecendo a identidade e os valores da marca e agregando valor ao negócio
  • Sustentabilidade – projetos e produtos que se destacam pelo adoção e/ou difusão dos conceitos e práticas da sustentabilidade, considerando tanto os impacto ambientais como os aspectos sociais e culturais. Os projetos podem envolver: utilização de novos/ mais adequados materiais; soluções sustentáveis em todas as etapas do ciclo de vida, em especial no descarte; reúso, reciclo e redução do uso de materiais, inclusive energia e água e outros recursos naturais; alternativas sustentáveis para o processo produtivo; envolvimento, inclusão e benefícios às comunidades; valorização das tradições culturais; ampliação de mercados para produtos sustentáveis, entre outros.
  • Inovação – Produtos ou serviços que oferecem novas soluções, ou novas formas de fazer as coisas. Embora muitas inovações tenham relação direta com a utilização de novas tecnologias, aqui valorizaremos mais a contribuição do design, ou processo/pensamento do design para obtenção da inovação, independente de ser “high tech” ou “low tech”. O importante é o benefício que oferece, os problemas que ajuda a resolver e a forma como obtém estes resultados.
  • Ambiente: Espaços Públicos e Comerciais (não inclui ambientes residenciais ou corporativos)
  • Novos Talentos – não se trata apenas dos muito jovens na idade, mas daqueles que começam a despontar no cenário do design nacional, produzindo com qualidade, trazendo novas ideias e mostrando personalidade própria em seus trabalhos. Isto pode acontecer aos vinte e poucos anos, aos trinta, ou mais… Talentos das mais diversas áreas, do design de produtos ao de interiores; do design gráfico ao de serviços, ou moda, jóias, etc…
  • Destaque Profissional – o profissional ou escritório de design que mais se destacou no período pelos projetos realizados, inovações ou novas ideias, repercussão alcançada com seu trabalho e prêmios conquistados. É o nosso designer do ano!
  • Promoção do Design Brasileiro – concorrem entidades, associações, profissionais, projetos, programas ou ações que tenham contribuído para ampliar a adoção do design por nossas empresas, a percepção de sua importância e potencial de contribuição para a sociedade ou o fortalecimento do design nacional no exterior.